Pular para o conteúdo

7 de outubro de 2008

Eleições: liberou geral a internet no segundo turno

por cila schulman

* Aos poucos os sites dos candidatos a prefeito que disputarão o segundo turno voltam ao ar e com eles a perspectiva  de uma campanha eleitoral mais criativa na internet. Depois da proibição do TSE para tudo o que fosse propaganda fora do site oficial, liberou geral.

* Marta Suplicy (PT) já faz link do seu site oficial para o Youtube. Lembre que no início da campanha, Gilberto Kassab (DEM) entrou no TRE contra Geraldo Alckmin (PSDB) por fazer o mesmo. Daí Alckmin passou a campanha toda no Youtube com o incompreensível codinome de tipacps45 e obviamente sem link para o seu site oficial.

* Aproveito para registrar aqui que o pessoal do Youtube do Alckmin era muito competente e o espaço dele lá era super bem atualizado. Tão bem que muitas vezes o programa era postado no Youtube antes de ir ao ar na TV. Muito antes. O que devia estragar parte da surpresa estratégica para os adversários mais atentos, porém facilitava e muito a minha vida, que precisava comentar os programas no Blog do Noblat e já ficava sabendo do conteúdo do Alckmin bem antes. Era muito confortável. Obrigada aí, pessoal do Youtube tucano!

* A Marta também se mostrou boa de Youtube no primeiro turno, ainda que não se adiantasse como o Alckmin. Dã!  Já o Kassab, não deu as caras por lá. Quem sabe agora vai. Por sinal, o site dele, que na véspera do 5 de outubro já estava se assanhando com email marketing e rede social, agora voltou  com tudo. O Kassabinho, o boneco inspirado no candidato (e no Jimmy Neutron, vamos combinar que parece, vai), tá passeando que só pela Web. Tem Kassabinho até pra virar banner em sites alheios, veja que progresso.

* Fora de São Paulo, a campanha na internet também esquenta. O candidato Walter Pinheiro (PT), de Salvador disponibiliza, por exemplo, uma imagem para baixar no Orkut, coisa que no começo da campanha era impensável. Maria do Rosário (PT), de Porto Alegre, assim como Marta, oferece imagens para alegrar o MSN dos eleitores e, assim como Kassab e Fernando Gabeira (PV), fornece emoticons animados em flash. Todos oferecem ringtones e o Kassab também oferece enviar mensagens via celular para quem se cadastrar. E por aí vai.

* Isso que nem todos os sites oficiais voltaram ao ar depois que saíram na véspera do primeiro turno por imposição do TSE. Proibição incompreensível, diga-se. O que poderia a campanha aprontar no dia da votação fora informar o eleitor ainda em dúvida? Ou ajudar a imprensa com informações de última hora? Ou ainda auxiliar a Justiça Eleitoral com dados pertinentes ao eleitor sobre o processo?

* Enfim, em plena era Obama, aguarda-se uma campanha proativa na internet ao menos no segundo turno aqui no Brasil. E que a legislação deixe de tentar fazer valer algo que é impossível de controlar: a liberdade dos internautas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: