Pular para o conteúdo

8 de outubro de 2008

Segundo turno: PT recorre ao medo em BH

por cila schulman
FERNANDA ODILLA – enviada especial da Folha a Belo Horizonte

Ainda tentando se recuperar do revés das eleições em Belo Horizonte, o PT do prefeito Fernando Pimentel quer um segundo turno mais agressivo. Os petistas vão insistir que apenas Marcio Lacerda (PSB) é o candidato da continuidade e vão tentar amedrontar a população com o discurso de que eleger Leonardo Quintão (PMDB) é “retrocesso” e o fim de um trabalho de 16 anos.

Quintão surpreendeu ao passar para o novo turno encostado em Lacerda (43% a 41% dos votos válidos), desafiando o poder do governador tucano Aécio Neves, que se aliou ao prefeito petista Pimentel para elegerem o candidato do PSB.

Os petistas tentam associar o peemedebista à gestão de Sebastião Quintão em Ipatinga. Ele é pai do candidato à prefeitura da capital e acaba de perder a eleição para o PT na cidade do Vale do Aço mineiro.

O presidente do PT de Belo Horizonte, Aluísio Marques, disse que Sebastião Quintão “acabou com os projetos sociais” do PT em Ipatinga e que isso tem que ser mostrado para o eleitor da capital, idéia logo incorporada pelo deputado federal Virgílio Guimarães (PT), novo coordenador político da campanha de Lacerda.

A “falta de experiência” de Quintão será amplamente explorada, com o argumento de que BH não pode ser “laboratório”, disse Virgílio.

Há esperança de que o discurso do medo possa atrair até petistas contrários à aliança Aécio-Pimentel em torno de Lacerda, como os ministros Patrus Ananias (Desenvolvimento Social) e Luiz Dulci (Secretaria Geral da Presidência).

“Não sei se eles [Dulci e Patrus] se arriscariam a ver esse projeto democrático popular que vem dando certo aqui em BH cair em outras mãos”, disse Lacerda, que no primeiro turno anunciou que procuraria Patrus para conversar –mas essa conversa nunca aconteceu.

Ao politizar a campanha tendo como coordenador alguém acostumado ao “bateu, levou”, a campanha de Lacerda tentará desmontar a imagem que Quintão construiu, contando com boa performance na TV.

Questionado pela Folha sobre a tática do PT de usar Ipatinga na campanha de BH, Quintão disse: “Pode usar, tem problema não. Não pode confundir bola com carambola. O eleitor vai saber definir isso”.

No primeiro turno, ele não atacou Lacerda, mas ameaça responder na mesma moeda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: