Pular para o conteúdo

12 de outubro de 2008

Novo coordenador quer “apresentar” Lacerda a BH

por cila schulman

PAULO PEIXOTO
da Agência Folha, em Belo Horizonte

Depois de três meses de campanha no primeiro turno com carreatas, rádio e TV e presença ostensiva do governador tucano Aécio Neves e do prefeito petista Fernando Pimentel, o novo coordenador político da campanha de Marcio Lacerda (PSB) quer “apresentá-lo” aos eleitores de Belo Horizonte.

O deputado federal Virgílio Guimarães (PT) diz que os adversários construíram a imagem de Lacerda como uma “coisa vazia”. Sua “apresentação”, segundo o novo coordenador, ocorrerá de forma a expor mais Lacerda ao eleitor e provocar o maior número de debates com o adversário Leonardo Quintão (PMDB).

O primeiro debate será na noite de hoje, na TV Bandeirantes. No primeiro turno, Marcio Lacerda só foi aos debates na TV. Faltou a cerca de 30 debates em escolas e faculdades, um deles transmitido pela rádio CBN. Por isso ganhou o apelido de “sumidão”, gritado em coro por adolescentes secundaristas em um colégio.

A nova apresentação do candidato é uma tentativa de mudar essa imagem e desfazer a idéia de que Lacerda é um “laranja” de Pimentel e Aécio.

O coordenador comparou a atual fase da campanha a um jogo do Super Bowl: “É como no futebol americano: quando o time está no ataque é uma coisa, quando está na defesa é outra. Troca até o técnico”.

Se antes o clima era de expectativa de vitória no primeiro turno, o comitê de Lacerda vive agora uma grande apreensão, após Quintão chegar a dois pontos atrás dele (43% a 41%).

Como o tempo agora é curto, vai valer quase tudo. “As campanhas têm que ser feitas de acordo com as circunstâncias, sem o jogo de sombras. Agora temos o palco iluminado. Vamos comparar até eticamente cada um”, disse Guimarães.

Tática

A estratégia é desconstruir a imagem que Quintão criou de si próprio: de político novo, porém experiente; amigo e aliado de Aécio; e bem articulado politicamente. Quintão assusta aos rivais pela sua boa postura e habilidade diante das câmeras de TV, o oposto de Lacerda.

“Um tem larga experiência com microfone. O outro tem larga experiência administrativa. BH não é laboratório de experiência”, disse o petista.

Lacerda, que chama de “demagogo e populista” o seu adversário, bate também nessa tecla: “Seria enorme aventura entregar a gestão dessa cidade a uma pessoa que não chegou aos 35 anos [tem 33] e não tem nenhuma experiência de gestão”.

Os petistas querem mostrar fatos da gestão de Sebastião Quintão (PMDB), pai do candidato, na Prefeitura de Ipatinga. Vão jogar com o risco de “retrocesso” e dizer que, em Ipatinga, o pai de Quintão –que nesta eleição não conseguiu se reeleger– não deu seqüência aos projetos sociais do PT.

“Lá foi uma administração desastrosa, que veio também com esperança de superar o PT, a mesma coisa”, disse o petista.

Aécio e Pimentel continuarão aparecendo na campanha, mas em menor intensidade.

Do outro lado, Leonardo Quintão disse que nada mudará na sua campanha. “Vou ser o âncora da minha propaganda”, disse ele, que coordena também a sua campanha.

O peemedebista não se assusta com os ataques prometidos pelo adversário. “Eu não bato, eu vou continuar fazendo propostas”, afirmou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: