Pular para o conteúdo

19 de outubro de 2008

Eleições em São Paulo: Desconstruindo Kassab

por cila schulman

Marta Suplicy(PT) voltou a propor ontem à noite, no programa de propaganda eleitoral na televisão, que o eleitor desvende o que ela considera um enigma: a história do seu adversário.

Gilberto Kassab(DEM) foi vereador, deputado estadual e deputado federal. Foi eleito vice-prefeito e assumiu o cargo há dois anos e meio, quando o titular, José Serra(PSDB), saiu para ser governador. Ainda assim, começou esta campanha como um desconhecido.

A razão é que ele nunca tinha disputado uma eleição majoritária, a campanha que concede farto espaço de propaganda gratuita com frequencia suficiente para o político se tornar popular.

Este foi, desde o início, o desafio de sua campanha. Que rasgou o manual e, ao invés de apresentar sua biografia, buscou apenas empatia e emoção com o eleitor para tornar o candidato conhecido. Ao mesmo tempo, aproveitou a propaganda para aumentar a aprovação da gestão Serra-Kassab na Prefeitura. Deu certo. Kassab prefeito e Serra governador é a dupla que vai dar continuidade ao trabalho de Serra-Kassab na cidade. Argumento suficiente para ganhar o voto da maioria dos eleitores.

Mas as pesquisas internas do PT indicam que o desconhecimento sobre Kassab ainda é o que mais causa desconforto nos eleitores. E aposta suas fichas nesta dúvida. Também investe na comparação, apresentando a biografia de Marta no programa dia sim, outro também. A epopéia da menina rica que se dedicou ao pobres só não informa se a heroína é casada ou tem filhos. Mas, como Marta já era conhecida quando começou a campanha, quem quer saber?

Para ajudar o eleitor a resolver o mistério que atormenta Marta, fui buscar minhas anotações, Apesar do bom humor, asseguro que a essência das informações abaixo foram as que recebi assistindo o programa eleitoral. E olha que não perdi nenhum capítulo até hoje, vejo até as reprises na hora do almoço. Vamos às dicas:

O que Marta sabe sobre Kassab

* Quando tinha quatro anos de idade, Kassab implantou a ditadura militar que atrasou o Brasil.

* Ele teve que fugir sozinho pra São Paulo quando seu povo, os DEM, também conhecidos como PEFELÊ, descendentes dos PDS e dos Arena, foram dizimados no nordeste.

* Quando chegou aqui, conheceu Pitta, descendente de Maluf, que lhe deu seu primeiro emprego e a quem ele ficou grato.

* O povo de Kassab era liderado por um coronelato. O chefe era uma sigla: ACM. Não foi informado o significado.. Os outros dois tinham nome: Jorge Bornhausen e César Maia. Nenhum deles conseguiu chegar a São Paulo. Pelo menos dois sobreviveram e não concordam com a homenagem de Marta ao nomear o falecido como chefe deles.

* Os investigadores de Marta disseram ontem na televisão que nunca viram Kassab pessoalmente.

* Segundo eles, o hobby de Kassab é o pára-quedas.

* A informação nova que trouxeram é que Kassab talvez não conheça Collor, mas pode ser parente dele.

* O estado civil de Kassab foi investigado pelo PT, mas permanece desconhecido.

* Não se sabe também se ele tem herdeiros. Mas se um deles for encontrado, deve ser exterminado imediatamente por qualquer eleitor, pois o vice de Marta, Aldo Rebelo(PC do B), quer que eles sejam varridos do mapa. Como foram no seu estado natal, Alagoas, e no resto do nordeste.O temor de Rebelo é que os retirantes do dizimado DEM sobrevivam às interpéries da terra da garoa.

O programa de Kassab informa:

– O candidato foi bom aluno de português no Colegial. É o que diz sempre sua professora, a dona Nair. Ela aparece no programa sempre que o tema é Educação..

– Kassab foi candidato a vice-prefeito pelo DEM, ocasião em que Geraldo Alckmin, do PSDB, bateu palmas. Anteontem, Kassab colou um adesivo de sua campanha na lapela de Alckmin, que não bateu palmas mas mandou um abraço.

– Todo dia Kassab visita doentes, recém-nascidos e gente que mudou de casa. Daí fila uma bóia em algum CEU da Marta, onde aproveita pra bater uma bola com o mascote Kassabinho antes deles voltarem juntos pro serviço, que é arrancar placas dos comércios.

– Tem diploma de engenheiro e por isso palpita com tudo que é peão de obra parada da Marta que vê pela frente.

– Foi colega na Prefeitura de José Serra, um sujeito muito tímido, que nunca fala, mas virou governador. Quer dizer,parece que, apesar de ser do PSDB, ele fala só com o Kassab, que conta na televisão tudinho o que eles conversaram no dia anterior. Combinam um tanto de coisa, os dois.

Cila Schulman é jornalista e coordenadora de comunicação e estratégia de campanhas eleitorais.

(Publicado no Blog do Noblat).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: