Pular para o conteúdo

20 de outubro de 2008

Duda Mendonça na campanha de Márcio Lacerda

por cila schulman
Rayder Bragon – UOL

  • Fernando Donasci/Folha ImagemO marqueteiro Duda Mendonça é “consultor” da campanha de Marcio Lacerda, candidato do PSB

Ao ser questionado se o marqueteiro havia entrado somente esta semana para reforçar a campanha de Lacerda, o coordenador confirmou ter pedido o auxílio de Mendonça após a definição do segundo turno na capital mineira. Segundo pesquisa Datafolha para o segundo turno, Lacerda aparece dez pontos atrás de Leonardo Quintão (PMDB), com 37%, seu adversário na corrida para a prefeitura. Ainda segundo o Ibope, Lacerda tem 33% contra 51% do peemdebista.

No primeiro turno, Lacerda começou nas pesquisas de intenção de voto com 6% passando a 42% na última. O candidato é apoiado pela polêmica aliança entre o governador de Minas Gerais Aécio Neves (PSDB) e o prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT).

“Ele [Duda Mendonça] já participa há muito tempo. Ele presta [somente] assessoria [porque] ele faz campanha em mais de dez lugares. Tão logo eu assumi a coordenação da campanha, imediatamente houve a substituição da equipe de marketing […]. Entendi por bem convocar uma série de outras equipes para ajudar”, disse o deputado.

Guimarães assumiu a coordenação da campanha de Lacerda no início do segundo turno. Para o deputado, Mendonça foi contratado para fazer “uma consultoria paralela”.

“Esta consultoria já existe desde que eu assumi, pedi essa consultoria no sentido de fazer uma avaliação geral, fornecer uma análise critica e assessorar na questão de debates, e ela já vem de mais tempo. Quando eu assumi a coordenação de campanha, apresentei um rol de demandas, que foram acolhidas. [Escolhi] o Duda Mendonça na condição de consultor, que ele vem fazendo desde a primeira semana que eu assumi”, contou o deputado.

As declarações de Guimarães foram dadas durante ato de desagravo feito nesta segunda-feira (20) na ALMG (Assembléia Legislativa de Minas Gerais) contra declaração de Quintão ao jornal “O Tempo”, no qual ele afirmou ter sido Marcio Lacerda um detento comum e, não, preso político, durante a ditadura militar.

Fernando Pimentel

O deputado contradisse o prefeito Fernando Pimentel, que momentos antes afirmou não ter conhecimento da participação do marqueteiro na campanha de Lacerda, da qual ele é um dos padrinhos, ao lado do governador Aécio Neves (PMDB).

O prefeito participou do ato de desagravo na Assembléia Legislativa contra declaração de Quintão. Pimentel disse não enxergar no evento, capitaneado pela Comissão de Direitos Humanos da Assembléia, nenhuma conotação política contra a campanha do peemedebista.

“Acho que nós vivemos numa democracia. Se os representantes ligados à campanha do adversário quisessem ter vindo aqui se solidarizar com a memória histórica dos combatentes pela democracia, seriam muito bem-vindos, infelizmente nenhum deles quis fazê-lo”, disse o prefeito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: