Pular para o conteúdo

26 de outubro de 2008

1

Eleições no RJ: menor diferença de votos, maior abstenção

por cila schulman

LUISA BELCHIOR
colaboração para a Folha Online, no Rio

A diferença entre os dois candidatos à Prefeitura do Rio no resultado das eleições foi a menor em toda a história do município, de acordo com o TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro). Com 99% das urnas apuradas, Eduardo Paes (PMDB) tem 50,82% dos votos e é considerado vencedor pelo TRE-RJ. Fernando Gabeira (PV) tem 49,18%. Numericamente, os candidatos têm cerca de 54 mil votos de diferença.

A vitória de Paes só foi anunciada pelo TRE-RJ quando as apurações alcançaram 99% das urnas, resultado que surpreendeu o tribunal.

“Foi praticamente até a última urna”, disse o presidente em exercício do TRE-RJ, desembargador Alberto Motta Moraes. “Sabíamos que seria uma disputa acirrada, mas não a esse nível.”

Segundo Motta Moraes, esta foi a menor margem entre os candidatos a prefeito do Rio durante o segundo turno. “Não me lembro de uma disputa assim.”

Abstenções

Com 99% das urnas apuradas, o TRE-RJ registrava abstenção de 20,54% dos eleitores, ou 929.030. O índice foi maior que no primeiro turno–17,91%, ou 820.236– e que em 2000, o último ano que o Rio havia passado por um segundo turno para eleições para prefeito –18,65%.

Durante a campanha, o candidato Fernando Gabeira demonstrou preocupação com um possível aumento das abstenções por causa da antecipação do feriado do Dia do Funcionário Público de terça-feira (28) para segunda-feira (27) pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), aliado de Paes. “Não vamos trocar um feriado por quatro anos do nosso destino”, pediu Gabeira no último dia de propaganda eleitoral na televisão.

O presidente do TRE-RJ disse não achar que possa ter havido influência da antecipação do feriado para o número de abstenções. “A abstenção é sempre significativa, são 900 mil eleitores. Mas está na média, embora ela seja alta, não acredito que o feriado decretado antecipadamente seja um fator de influência.”

Motta Moraes disse que também houve recorde no tempo de apuração dos votos. Neste ano, o candidato vitorioso foi conhecido cerca de duas horas após o início da apuração segundo, ele.

1 Comentário Comente
  1. Ana Paula Silveira
    out 27 2008

    Esta na cara que foi tudo combinado, cego é aquele que não quer enxergar. Fazer o que brasileiro gosta de ser enganado…

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: