Pular para o conteúdo

26 de outubro de 2008

João Henrique Carneiro é reeleito prefeito de Salvador

por cila schulman
da Folha Online

O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB), 49, foi reeleito neste domingo. Com 90,64% das urnas apuradas, ele tinha 58,52% dos votos válidos.

Saiba mais sobre João Henrique Carneiro

Ele disputou o segundo turno com o deputado federal Walter Pinheiro (PT), 49, que ficou com 41,48% dos votos. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os votos brancos somavam 2,01% e os nulos, 4,48%.

Alan Marques/03.nov.2004/Folha Imagem
O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB), foi reeleito neste domingo
O prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB), foi reeleito neste domingo

O peemedebista começou a corrida eleitoral na terceira colocação nas pesquisas de intenções de voto, atrás do deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA) e do ex-prefeito Antonio Imbassahy (PSDB).

A campanha em Salvador foi marcada pela disputa da imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como o PMDB e o PT fazem parte da base de apoio do governo Lula, ambos os candidatos achavam que tinham o direito de usar a imagem do presidente. Porém, o PT queria exclusividade, uma vez que Lula é presidente de honra do partido.

Para evitar problemas, o presidente decidiu não participar de campanhas eleitorais em municípios onde candidatos da base aliada governista se enfrentam no segundo turno.

A disputa foi parar na Justiça. Ambos os partidos entraram com recurso pela uso da imagem do presidente nos programas eleitorais e em cartazes.

Mas a briga entre PT e o PMDB começou muito antes da campanha eleitoral: nas convenções municipais dos partidos que definiram os candidatos. As duas legendas eram aliados na Bahia com apoios mútuos nas últimas eleições para o governo do Estado e para a prefeitura. Neste ano, o PT decidiu lançar candidato próprio a prefeito em vez de apoiar a reeleição de Walter Pinheiro.

Apoio

No começo das articulações para o segundo turno, João Henrique conseguiu o apoio de quatro pequenos partidos que apoiaram a candidatura do deputado federal Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM) no primeiro turno –PRP, PSDC, PT do B e PTN. Depois, o próprio DEM de ACM Neto e o PR aderiram à campanha do peemedebista.

Cinco ex-governadores da Bahia também se uniram contra o PT em Salvador: Paulo Souto (DEM), João Durval Carneiro (PDT), César Borges (PR), Nilo Coelho (PP) e Lomanto Júnior (PMDB).

Durante a campanha, o prefeito reeleito teve ainda o apoio de seis ministros, entre eles Edson Lobão (Minas e Energia), José Múcio (Relações Institucionais) e o “padrinho político” Geddel Vieira Lima (Integração Nacional).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: