Pular para o conteúdo

27 de outubro de 2008

Estrategista de Obama é discreto, o de McCain, explosivo

por cila schulman

Da AFP, em Washington

Os principais estrategistas dos candidatos John McCain e Barack Obama estão em pólos opostos: um lembra um fuzileiro naval dos mais agressivos, enquanto o outro mantém eternamente um semblante ranzinza – apesar de ter mais motivos para se alegrar, já que trabalha para o senador democrata, primeiro nas pesquisas de intenção de voto.

Mas David Axelrod, assessor político por trás da vertiginosa acensão de Obama, não transborda alegria. Com seus olhos baixos e seu vistoso bigode, ele se assemelha mais um professor tímido.

Mas as aparências enganam. Sem personalidade forte e senso de oportunidade, o ex-jornalista político não teria emergido como principal assessor da campanha democrata na feroz esfera pública de Chicago.

E Axelrod, de 53 anos, cavou o próprio nicho no setor: ficou conhecido por ajudar candidatos negros a se apresentarem para o eleitorado branco. Mas com Obama – que conhece há 17 anos – sua motivação parece ser pessoal.

Se Obama chegar à Casa Branca, seria “algo do que alguém poderá se orgulhar pelo resto da vida”, disse Axelrod ao jornal “The New York Times” em janeiro de 2007, quando o senador por Illinois de 47 anos se preparava para anunciar sua histórica candidatura.

Já o principal estrategista do candidato John McCain, Steve Schmidt, com sua cabeça totalmente raspada, recebe com freqüência apelidos como “a bala”, ou “míssil”, devido a seu comportamento muitas vezes explosivo.

Natural da Califórnia, Schmidt foi responsável pelas operações políticas diárias de McCain em julho, que injetaram na campanha a tão necessária disciplina e colocaram em prática lições aprendidas na vitória do presidente George W. Bush em 2004.

Schmidt, de 38 anos, não gosta muito que a mídia o retrate como o “protegido” do guru político de Bush, Karl Rove. Mas suas implacáveis táticas de campanha se assemelham bastante às utilizadas pelo assessor do atual presidente americano.

McCain recebeu de seu principal assessor o comando de atacar Obama sem trégua, para tentar mostrá-lo como uma celebridade vazia, um radical de esquerda amigo de terroristas, que não tem condições de comandar os Estados Unidos.

Schmidt teve muito a ver também com a surpreendente decisão de McCain de escolher Sarah Palin, até então a quase desconhecida governadora do Alasca, como sua companheira de chapa, numa tentativa de não apenas cooptar o eleitorado feminino frustrado com a derrota de Hillary Clinton nas primárias democratas, mas também de mexer radicalmente com as peças no tabuleiro da disputa eleitoral.

A escolha de Palin, no entanto, parece ter sido contraproducente, e, sob as orientações de Schmidt, pouco sobrou em McCain do político franco-atirador que enfrentou Bush em 2000 pela indicação nas primárias republicanas.

Na opinião do ex-assessor de campanha Mark McKinnon, esta era a única maneira de proceder em um ano eleitoral tão pouco favorável para os republicanos.

“Schmidt considerou todas as opções de estratégias disponíveis e escolheu a única via com chances de sucesso”, afirmou McKinnon à revista Newsweek. “Seu trabalho é vencer, e não fazer a imprensa e os assessores de McCain felizes.

As estratégias de Schmidt e Axelrod – cujo mantra escolhido para Obama foi, desde o início, “mudança” – precisaram ser reescritas por causa da crise financeira.

Sob a batuta de Axelrod, Obama assumiu a imagem da transformação e da renovação, do líder incisivo capaz, no entanto, de manter a calma nos momentos difíceis. Schmidt, por sua vez, buscou apresentar McCain como um líder populista capaz de atuar em momentos de crise.

As pesquisas de intenção de voto, que a pouco mais de uma semana das eleições continuam mostrando Obama na frente, mostram que a estratégia de Axelrod parece ter dado certo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: