Pular para o conteúdo

27 de março de 2009

1

Acorda, Felipe, seu pai tá na internet!

por cila schulman

A felicidade existe nas pequenas coisas. Por exemplo:  a gente dá um Google e  se lambuza com tanta página que aparece.Nem sabe em qual entrar primeiro.  Aconteceu comigo agorinha, quando dei um Google em Geraldo Walter.

Ano passado, perto de um 27 de março, como é hoje, fiz a mesma coisa e nada. Tentei de tudo. Com aspas, sem aspas, nome completo, apelido, com + FHC, Angola, política, propaganda, Bahia, Serjão, empadinha, Camaleão, DM9, sorvete, acarajé, prêmio, governo, bobó, futebol, Real, cozido, licitação, advanced search, magret de canard, Santo Amaro, milk-shake, Correios, avião, a=m=o=r. N-a-d-a.  Ou quase nada. Na Folha de S. Paulo, fuçando muito, encontrei um obituário. Um artigo do Chico Bruno no Observatório da Imprensa. Um Prêmio Colunistas na Bahia no início da carreira. Algumas citações em entrevistas, livros. Muito pouco e quase sempre secundário. 

Aquele vazio na tela abriu um abismo dentro de mim. Não por causa da presença pública. Mas por causa da constatação do tempo. De repente pareceu tamanho.  

Até então eu achava que tinha sido ontem. Anteontem? Nem aconteceu.

Porque a ausência não aumenta. Só a presença. No sonho. Na lembrança. Na oração. No bilhete. Na canção. No pensamento. No filme. Na viagem. No Felipe.

A saudade simplesmente é. 

Então como é que o Sr. Google podia fazer aquilo? Ignorar título de página de jornal de circulação nacional? Capa de revista especializada?  O Geraldo Walter que revolucionou a comunicação política? O Geraldão que elegeu presidentes, governadores? 40 milhões de votos em um ano eleitoral? O profissional brilhante que aglutinava um exército de talentos?Respeitado além-mar?  Como esquecer um homem daquele tamanho?

Cara, o Geraldo estava aqui na antevéspera do ano 2000. A gente falava direto no celular. Juro. A gente trocava email. A gente passava fax…Fax?

Daí eu tive que explicar pro Felipe que há apenas uma década a vida podia ser diferente. Era em real time. Mas não era. Internet a gente tinha. Mas não tinha. Quer dizer, email a gente tinha. Mas não tinha Blackberry. Não tinha rede sem fio, nem mesmo banda larga em casa. Que a gente não ficava o dia inteiro no Youtube, Orkut, Facebook, MSN, mandando arquivo  ou indo atrás do primeiro hyperlink que passasse. Que notícia até a gente lia na tela do computador. Mas não pesquisava arquivo de jornal on line. Nem tinha. Que fotografia era coisa impressa e não coisa pra achar no Google imagens.Enfim, que a gente não tinha Skype, podcast, microblog, blog. Não tinha…Quanta coisa  a gente não tinha em 1998. Nem a cura pro câncer a gente tinha.

Neste sábado vai ter festa na Praça Geraldo Walter, em Salvador. A Praça tem este nome por lei desde 1999, mas agora vai ter inauguração oficial, armada pela irmã dele, a Guta, e seu mutirão de amigos queridos. É por isso que o Geraldão tá bombando no Google. Tem post em blog, tem notícia em site, tem nota em coluna, tem arquivo se abrindo, tem a história profissional dele completinha, tem depoimento importante recuperado, declaração,  tem foto, tem carinho, tem reconhecimento. Tem Geraldo bem pertinho. Tem Geraldo fazendo 53 anos. Tem Geraldo Walter na internet! 

* Este post é dedicado ao Raul Bastos, com tanto carinho quanto a medida de um Geraldão.


1 Comentário Comente
  1. Aninha Petruzziello Kohane
    mar 30 2009

    Cila, você escreve como ninguém!
    Senti uma emoção imensa ao ler este teu post. Você só poderia ter um filho de um homem especial que te merecesse mesmo. E que filho maravilhoso você teve com ele!
    Parabéns, Cila! Parabéns, Geraldo!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: